sábado, maio 13, 2017

pages 101 to 150 of my actual manuscript from PR 84 and other subjects



http://tothefrenchbelovedone.blogspot.pt/2017/05/page-101-to-150-actual-manuscript-on-pr.html




de novo, prova do envio da minha acusação

No seguimento do extratos sobre o crime de perseguição nazi feito pelo estado português e pelos psiquiatras com o conluio dos tribunais, que venho de novo a publicar, e como referido num dos já publicados, o envio desta minha acusação que como usual neste crime de conspiração internacional passado todos estes anos se encontra sem resposta, vos mostro e novo provo o envio ao tribunal de Portugal e ao Tribunal Criminal europeu, vulgo Cúria, um termo igualmente da Igreja Católica dos abusadores de crianças e de O Cristo.









das colunas montantes da luz





Da coluna montante da luz

Assim era o dizer na rádio do papa Francisco ontem à tarde na rádio do táxi em que a casa voltava depois de ter publicado os postes anterior, onde de alguma forma uma coluna pode ser entendida no raminho de oliveira presente na bandeira americana por detrás do presidente Trumps.

Outra estava igualmente presente na minha consciência, pois de novo publicara pranchas de Manara sobre a historia da foto que reproduz o guitarrista cego de Picasso, período Azul, e ainda por outros motivos, como o assassinato de Sá Carneiro e a relação entre montante, a pique na vertical como os jatos representados na estátua do Areeiro, bem como outros jatos, igualmente memórias consteladas, sobre NY no 911, um particular que se vê a sobrevoar a cidade antes da derrocada das torres, e uma outra coluna montante de luz, a representada na gravidez da figura robot feminina dos PR 84 em analise como comentado em vídeo e em escritos, uma precisa figura feminina que é muito semelhante como relembrado à Rita Ferro Rodrigues, ou seja como entendível por este breve resumo, e como sempre se misturam e muitos assim o misturam em forma propositada também, os sempre múltiplos sentidos das coisas, ou dos factos ou da existência.

Da linguagem perdida dos guindastes, ou dos grous.

Agora, talvez há meia hora se tanto, no café na TVI, um direto sobre a presença do papa que deverá estar neste momento a descolar, e de novo a perceção de sempre, da tremenda construção mais uma vez com a ativa presença do cavalo criminoso presidente desta republica de abusadores e nazis, e não confundais perceção com subjetividade pois quem viu ou veja a transmissão directa o poderá facilmente comprovar pelos seus próprios olhos, o que lhe faltará é porventura o que eu aqui vos dou, o contexto.     

Plano do aeroporto militar de Vila Real, um F 16 descolando sozinho como no 911; plano do presidente cavalo criminoso, olhando-o com ar de drama e apontando com o dedo, plano do avião da TAP com o nome de Fátima aguardando o papa, enquadrado como verificável em forma que se lesse PF e uma passadeira vermelha no meio da pista de Vila Real, a cidade com o símbolo da Espada; cavalo criminoso presidente cumprimentando o papa já ao pé do avião, rodando a face em forma excêntrica no meio de vénias ou pseudo vénias à excelência parda vestida de branco como uma vestal, a mimetizar, creio que em forma perfeitamente consciente aspectos dos meu ultimo extracto publicado e de específicos desenhos, sobre a linha de o que se pode também entender como uma coluna montante luminosa, pois costuma dar uma espécie de Luz também, e que neste caso se move como verificável no doc, em forma excêntrica, ou seja e ainda aspectos da América do sul e do Japão e da América e de França e de Joanne D´Arc; plano de ontem talvez pela noite no manto das velas de luz em Fátima; plano talvez de hoje ou de ontem recebendo comitiva selecta e distinta ao próximo debaixo do toldo dos pastorinhos, talvez o miúdo de Cristiano, a quem quando ele se sorri em forma malandra como leva uma pequena estalada na face, sem violência mas não deixando de o ser.

De uma fonte que o que parece jorra agora um litro e meio de agua por dia

Ontem ao sair de casa para vir publicar, preparado assim me pareceu, um cruzamento com um senhor de barbas que me disse ser o proprietário da ultima cave direita, me disse ele, que agora depois da obras na coluna montante luminosa, azul e doirado que andaram recentemente a mexer no exterior do prédio uma fuga que já tinha na cave passou a jorrar um litro e meio por dia, certamente um milagre de Fátima, descontando as complexas linhas das colunas, das lulas recheadas mexicanas ou extraterrestres, de passes de entupimento nos canos e de destruição de propriedade, como mais uma vez vos acabei de mostrar, de vincos nas pernas de Obama e de cobras que rastejam em DC e se enrolam à distancia nas pernas ou nas colunas, e até nos ombros dos casacos.   

De um passe com um jacto ontem pela noite à minha janela

Só perceptível pelo som pois trazia a persiana fachada, como se ao levantar do aeroporto de Lisboa em forma contrario à usual, quando o vento está de bolina, pareceu-me de rep3ente que ia entrar pela janela dentro, como se vê falsamente ou não, duvida metafísica, nas torres de NY no 911 ou em diversos vídeos no youtube onde top guns cumprimentam as namoradas ou as nossas senhoras suas mães, ao passar rasante pelas suas janelas.

De um roubo do documento de recepção da minha acusação entregue em mão no patriarcado de Lisboa sobre o roubo de meu filho, Francisco

Vos dei conta em dia recente de um roubo em casa, como quase todos os dias neste crime com mais de onze anos, preparado com uma qualquer linha sobre política positiva, ( sub linha PP, PT e ES, Cristas e Rajoy e PUB) abusos e solicitadores, e que depois de ter organizado um monte de papeis, como sempre de seguida algures foram logo roubar, um sub padrão nestes crimes de roubos, levarem-me a organizar os papei para depois lhes facilitar a busca e o roubo.

De um recibo de um edito roubado como os do 911

Hoje de manha buscava o recibo que se encontra publicado ao tempo da entregue no patriarcado de Lisboa, ainda Policarpo estava vivo, recepcionado por uma senhora que ao colocar o carimbo que lhe pedi, sobre a assinatura dela, o carimbou de pernas para o ar, como a desvelar inconsciente de uma qualquer inversão, e esta precisa prova foi também roubada agora, isto é, no conjunto de documentos que vos dei aqui conta de terem sido recentemente roubados, me pergunto e vos pergunto se terá sido a comitiva papal aproveitando Fátima, e anunciando que o culto dos pastorinhos, será universal, o que parece uma redundância teológica, estranhamente a ressoar em Universal como major americana.

Vos recordo que a minha acusação como vos mostrei em vídeo, ia enrolada dentro de uma canudo de papel com estrias como o veio da estátua do falso imperador D Pedro V no rossio, Maximiliano, sul americano, como um edito romano, semelhante em proporão aos que vimos na mãos dos pivots das televisões americanas no 911.

Resposta a esta acusação à Igreja de Roma por envolvimento no roubo de meu filho Francisco, é que como sabido nunca ainda a tive e continuo a exigi-la!